Conheça a história do ultramaratonista com diabetes há 21 anos

Floripa Foco 9

Se algum dia alguém disser que o diabetes impede você de levar uma vida feliz e com muita qualidade, não dê ouvidos! Com certeza a história de Emerson Bisan, de 42 anos, vai te inspirar e serve de exemplo para muitos docinhos que ainda não acreditam em seu potencial.

Aos 21 anos, Bisan cursava a faculdade de Educação Física e descobriu o diabetes tipo 1. A primeira dúvida que surgiu em sua cabeça foi se poderia continuar o curso.

– Eu tinha duas opções: abraçar a causa do diabetes ou levar um vida conservadora, então escolhi o primeiro caminho.

Um ano após o diagnóstico, Bisan completou sua primeira maratona (corrida de 42 km) em 4 horas. Hoje em dia, aos 42 anos, ele contabiliza 68 provas nesta categoria, sendo que seu melhor tempo é de 2h54.

– Percebi que a corrida é o esporte que mais me ajuda a controlar o diabetes, então enquanto isso estiver me fazendo bem, vou continuar.

Em 2005, o educador físico completou 10 anos de diabetes sem complicações e comemorou a boa saúde com a realização das sete principais maratonas do Brasil. Mas, os desafios não pararam por aí. Quando ele completou 20 maratonas no currículo, “resolvi partir para a ultramaratona”.

– Meu maior desafio até agora foi realizar a Ultramaratona Brasil 135 que tem uma distância de 217 km. Esta é uma das provas de corrida mais difíceis do Brasil e do mundo.

Para conquistar todos esses títulos, o ultramaratonista precisou de muito treino, dedicação, esforço e conhecimento do próprio corpo.

– No começo, em uma corrida de 1h30 eu media a glicemia a cada 20 minutos. Em ultramaratonas, cheguei a fazer a ponta de dedo 42 vezes, ou seja, a cada 1 hora de prova. Hoje em dia, já consigo realizar a prova sem levar o monitor porque sei que a cada 7 km tenho que consumir 25 g de carboidrato.

Porém, a vida de Bisan não se resume ao esporte e os cuidados com o diabetes. Ele trabalha como educador físico, é casado e tem duas filhas, ou seja, exerce diariamente os papéis de pai e marido, como qualquer outro homem.

Gostou da história do Emerson Bisan? Comente! 

2 Responses

  1. Gabriel disse:

    Excelente exemplo!!! Esporte é o melhor caminho para todos! Parabens Emerson!!

  1. 8 de maio de 2017

    […] Conheça a história do ultramaratonista com diabetes há 21 anos […]