PRÉ-DIABETES

061

Pré-diabetes é uma condição na qual o nível de glicose no sangue está acima do normal, mas ainda não elevado o suficiente para que seja feito o diagnóstico de diabetes.

É uma condição de risco, ou seja, pessoas com essa alteração apresentam maior risco de um dia vir a desenvolver diabetes.

Somado a alteração da glicemia, existem outros fatores que contribuem para esse “risco de desenvolver diabetes”, são eles: idade superior a 45 anos; excesso de peso; sedentarismo; hipertensão arterial; alterações nas taxas de colesterol e triglicérides sangüíneos; e história familiar de diabetes.

Pesquisas tem mostrado que se uma pessoa com “pré-diabetes” agir para controlar sua glicemia, ela poderá postergar ou até evitar o aparecimento do Diabetes Tipo 2. Para isso, deve-se perder peso através da realização de atividade física dieta com redução de gordura e carboidratos.

COMO SE DIAGNOSTICA PRÉ-DIABETES

Há dois diferentes testes que o médico pode utilizar para determinar se uma pessoa apresenta ou não pré-diabetes: glicemia de jejum ou teste de tolerância oral a glicose (TTOG). A glicemia medida após esses testes determina se a pessoa tem um metabolismo normal ou se apresenta pré-diabetes ou diabetes. Se a glicemia está anormal após a glicemia de jejum a pessoa está com “Glicemia de Jejum Alterada”; se após o TTOG, a pessoa está com “Tolerância a Glicose”.

061

Glicemia de Jejum
TTOG
PREVENÇÃO DO PRÉ-DIABETES

A melhor forma de se prevenir o pré-diabetes é realizar mudanças na dieta e aumentar o nível de atividade física. Com isso pode até ocorrer o retorno da glicemia a níveis normais.

Alguns remédios podem postergar o desenvolvimento do diabetes, porém dieta e exercício físico são comprovadamente melhores. Apenas 30 minutos por dia de atividade física moderada, somada a redução de 5-10% do peso corporal produziram uma redução de 58% no desenvolvimento do diabetes.

FONTE:
http://www.diabetes.org/pre-diabetes.jsp
American Diabetes Association