Médicos defendem adoção de “alimentação direcionada”

016

Cecília Dionizio

Ter uma alimentação saudável é hoje uma questão de consenso mundial. Afinal, é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde como sendo uma das únicas formas de manter a saúde. Daí o fato de algumas entidades terem se mobilizado para criar padronizações que ajudem a orientar determinados grupos da população, com atenção mais específica. É o caso, por exemplo, da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), que acaba de lançar um consenso para padronizar as recomendações em relação ao consumo e à suplementação de DHA (ácido docosahexaenoico), principal tipo de ômega3.

Além disto, há um esforço conjunto das sociedades médicas, como a de Diabetes e de Metabologia, com alertas de atenção para a alimentação, em especial de quem sofre de obesidade, para evitar as consequências que o diabetes pode causar. Diante disto, uma linha de alimentos voltados para quem precisa gerenciar o excesso de peso foi criada para auxiliar nesta tarefa. Denominada de Optifast, é na verdade um programa de reeducação alimentar, com eficácia comprovada por mais de 70 estudos, voltados a contribuir no tratamento do diabetes, com soluções nutricionais de alto teor proteico que devem ser usadas sob a orientação de profissionais de saúde (médicos ou nutricionistas), e integradas ao cardápio dentro de uma dieta que inclua outras opções equilibradas de alimentos.

O programa conta com uma linha de soluções nutricionais, com um substituto de refeição – o pó para preparo de bebida sabor baunilha, e outros produtos, como sopa de vegetais, omelete de queijo e mousse sabor chocolate, que auxiliarão a compor a dieta do paciente, com a recomendação dos profissionais de saúde para o gerenciamento do peso. O preparo dos produtos é simples e rápido. Basta adicionar água quente ou fria, exceto para a omelete, que necessita ir ao fogão para ganhar consistência.

No caso do consenso para saber qual o impacto de DHA, os especialistas apresentaram estudos e dados relevantes que norteiam a importância da ingestão deste nutriente no dia a dia das gestantes e crianças. “Há alguns anos, pouco se sabia a respeito dos benefícios dos ômegas3 para a saúde humana. Desta forma, reunimos as últimas descobertas em um grande material para mostrar aos especialistas o quão importante pode ser o consumo do DHA”, explica o pediatra e neonatologista Mario Cicero Falcão, da Faculdade de Medicina da USP.

Calor e ômega 3

Embora ainda seja primavera, as temperaturas já se mostram elevadas, anunciando a chegada do verão. Daí a orientação para que sejam redobrados os cuidados com a saúde, principalmente com a alimentação. Por isso, neste período, algumas medidas básicas devem ser adotadas: ingerir bastante líquido, evitar exposição ao sol, fazer uso de filtro solar e abusar de saladas cruas e frutas em geral. No caso da dieta à base de ômega 3 (DHA) para gestante, os especialistas lembram que é extremamente importante para o desenvolvimento cognitivo dos bebês, uma vez que é a única fonte de ácidos graxos, responsáveis pela formação do cérebro e dos olhos.

“O acúmulo desta gordura se dá principalmente no último trimestre da gravidez e, portanto, durante esta fase, as futuras mamães devem ficar ainda mais atentas à alimentação”, afirma o nutrólogo Durval Ribas Filho, presidente da Abran. O consenso afirma que, no caso das crianças, onde o leite materno por muitos meses é o único alimento que ela recebe, é importante haver uma boa suplementação da mãe para que o DHA seja passado para o filho. Por isso, a recomendação da Abran é para que, no caso das crianças menores de seis meses, que não recebem o aleitamento materno, recomende-se a utilização de fórmulas infantis prescritas que contenham de 0.2 a 0.5% de seu total de lipídios sob a forma de DHA.

Dieta para quem se exercita

Quem também reforça a importância de uma alimentação direcionada é a nutricionista rio-pretense Fernanda Uliana, que reconhece na alimentação saudável algo fundamental em todas as fases da vida. Ela cita, como exemplo, o fato de algumas pessoas que são praticantes de atividades físicas e buscam um determinado resultado. “Se o objetivo é perda de gordura e/ou ganho de massa muscular, a alimentação adequada para cada pessoa vai garantir um melhor desempenho e resultados mais rápidos. Para isso, deve-se planejar uma alimentação de acordo com os objetivos e as necessidades de cada um”, explica.

A nutricionista observa também que é muito importante a hidratação, em especial quando a pessoa pratica qualquer atividade esportiva. “Ela ajuda a regular a temperatura corporal e evita complicações metabólicas que ocorrem na desidratação, melhorando o desempenho”, diz. No entanto, Fernanda alerta para o fato de que essas pessoas também podem fazer uso dos chamados repositores hidroeletrolíticos, quando praticam exercícios de longa duração (corrida e futebol, por exemplo) e ocorre maior perda de água e sais minerais.

Ingestão de líquidos

No caso das crianças, é desnecessário esperar que elas sintam sede e peçam para beber água. É importante que os pais ofereçam líquidos em pequenas porções e substituam os refrigerantes por sucos naturais ou água de coco. Outro cuidado relevante é com os alimentos que ofereçam risco de contaminação, principalmente aqueles vendidos em praias, e com os alimentos gordurosos e de difícil digestão que podem causar desconforto e mal-estar

Saúde nas quatro estações

Manter uma dieta equilibrada implica em adotar um plano de a alimentação com disciplina, cuidado e dedicação para o ano todo, independente dos planos para o verão. Essa consciência trará ganhos para a vida toda

Desenvovimento infantil

O cérebro tem seu crescimento extremamente acelerado na vida fetal e também nos primeiros anos de vida. O consenso aponta que existe uma forte correlação entre nutrição adequada e desenvolvimento cognitivo e visual nas crianças. Além disso, revela que o DHA, junto com o ácido araquidônico, é o principal componente lipídico dos tecidos cerebrais, e fundamental para o desenvolvimento cerebral e visual dos pequenos.

Mais informações podem ser encontradas no site www.dsm.com

Fonte: www.diarioweb.com.br