Falta de vitamina D interfere na glicemia

010

Cuidar da quantidade de vitamina D no organismo não deve ser preocupação exclusiva de quem tem risco de desenvolver osteoporose, doença que atinge principalmente mulheres após a menopausa e é responsável pelo enfraquecimento dos ossos. Diversos estudos mostraram que pode haver relação entre o baixo nível de vitamina D e a ocorrência de diabetes, como explica a endocrinologista e nutróloga Lenita Zajdenverg, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Alguns desses estudos concluíram que há relação entre o baixo nível de vitamina D e a maior probabilidade de descontrole glicêmico, além de risco aumentado de surgimento do diabetes gestacional, mas ainda não há evidências suficientes apontando que a suplementação dessa vitamina seja suficiente para eliminar esses riscos. Além disso, pessoas obesas muito frequentemente têm baixa taxa de vitamina D no organismo. O excesso de gordura impede que a vitamina D possa ser aproveitada pelo organismo de forma apropriada.

Segundo Lenita, existem suspeitas de que a falta de vitamina D esteja relacionada ao aumento de risco de diabetes tipo 1 e a doenças cardíacas, infarto e derrame. Apesar de muitos desses estudos não serem ainda conclusivos, ela recomenda que sempre seja feita uma avaliação médica para verificar o nível da presença dessa vitamina e para determinar se há necessidade de reposição de vitamina D, encontrada também em alimentos como os laticínios e peixes, principalmente o salmão, a cavala, o bacalhau, a sardinha e o atum. Uma fonte muito importante de vitamina D é a secreção pela pele exposta ao sol. Entretanto, deve-se ter o cuidado para que a exposição ocorra nas primeiras horas da manhã ou no final da tarde.

“As pesquisas ainda não concluíram se aumentar a ingestão de vitamina D evita o desenvolvimento de diabetes ou melhora o controle glicêmico”, explica a endocrinologista.

A vitamina D é essencial para a construção e manutenção de ossos fortes, desde a infância até a velhice. Ela ajuda o corpo a absorver o cálcio proveniente dos alimentos e também atua na estimulação da secreção de insulina pelo pâncreas. A maioria das pessoas com baixo nível de vitamina D não percebe nenhum sintoma. O teste para verificar o nível da vitamina é simples, feito a partir da coleta de sangue em laboratório.

Fonte: https://www.starbem.com.br/NutricaoExercicios/DicasAlimentacao/falta-de-vitamina-d-interfere-na-glicemia

1 Response

  1. Terê unha da Silva disse:

    doenças nas mãos e dores nas articulações.