Beber água ajuda a preservar as funções dos rins

glass-1323158-640x480

Os rins têm múltiplas funções, como, filtram o sangue, produzem hormônios, absorvem minerais, produzem a urina e equilibram, de forma saudável, a acidez e a alcalinidade, explica o nefrologista Pedro Dotto Junior, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Mas, você sabia que as mulheres têm maior propensão à infecção do trato urinário, que pode atingir os rins e gerar alguma complicação no quadro?

Para prevenir o problema, o médico avisa que “é muito importante evitar segurar a urina por muito tempo, ingerir por volta de 2 a 2,5 litros de água ao dia, além de procurar atendimento médico imediato aos sinais de queimação para urinar, perda involuntária de urina, odor  incomum, vontade de urinar com muita frequência e em pouca quantidade”.

Em situações de infecções urinárias repetidas (mais de três episódios ao ano), é importante investigar com o nefrologista. As doenças renais são, em grande parte, silenciosas. Nesse caso é importante realizar avaliações médicas rotineiras que incluam exame de urina e avaliação da função renal. Como a hipertensão arterial é uma das grandes causas de insuficiência renal, é necessário conferir a pressão arterial em toda consulta médica.

– Evitar o sobrepeso e obesidade também é importante, pois são causas diretas de dano renal, bem como fatores predisponentes para a principal causa de insuficiência renal crônica no mundo, que é o diabetes.

O especialista também orienta a evitar automedicação e ficar alerta com medicamentos que possam prejudicar os rins, especialmente a classe dos anti-inflamatórios não hormonais.

– Além disso, se o paciente for portador de hipertensão arterial ou diabetes, deve seguir rigorosamente o tratamento e manter o acompanhamento com o nefrologista.

Crédito de foto: FreeImages