Alimentos podem melhorar o humor

015

Todos nós já ouvimos dizer que chocolate melhora o humor. Isso acontece porque esse alimento eleva a produção de endorfina, hormônio que aumenta a sensação de bem-estar. Vale saber que nem todo chocolate tem esse efeito e, mais ainda, que nem só o chocolate interfere no humor. Existem outros alimentos que também ajudam a estar de bem com a vida e não carregam, na maioria das vezes, um grande inconveniente do chocolate, que é muito calórico. Veja as dicas da nutricionista Gislaine Luiza Bueno e faça suas escolhas para ficar de bem com a vida.

– Peixes – alguns deles, como o salmão e o atum, são ricos em ômega 3, que melhora a circulação e estimula o sistema nervoso a produzir hormônios que dão força ao apetite sexual, constituindo reforço para a mente e o humor. O ômega 3 está presente também na linhaça e nas nozes.

– Açafrão – o açafrão tem efeito comparável ao mais famoso medicamento antidepressivo, segundo pesquisas realizadas pela Universidade de Ciências Médicas de Teerã. Outros temperos que também ajudam contra a depressão: cardamomo, pimenta, sálvia, ginseng, canela, mostarda, cravo.

– Grãos integrais e feijão – carboidratos são essenciais, mas não deixe que eles comprometam a glicemia. Evite as versões brancas e processadas. Grãos integrais e feijão contêm fibras que deixam os níveis de glicemia estáveis e têm grande quantidade de vitaminas que se transformam em neurotransmissores relacionados ao humor.

– Cafeína – estimula os hormônios que regulam a excitação e interfere nas reações químicas que liberam a dopamina, neurotransmissor que dispara a libido no cérebro e também se reflete no bom humor.

– Chocolate amargo – quanto mais escuro melhor. O recomendável é que ele contenha 60% de cacau ou mais. Se houver disposição, tente a versão de cacau bruto. O cuidado, é claro, é consumir moderadamente.

– Vitamina D – a principal fonte dela não é o alimento, mas o sol. Vivendo num país tropical como o nosso, a dica é aproveitar o astro-rei também para a saúde e o equilíbrio emocional. Pesquisas mostram que pessoas com níveis baixos de vitamina D no sangue estão mais sujeitas a depressão. Bastam de 10 a 20 minutos por dia, de manhã cedinho ou no final da tarde.

Fonte: http://www.starbem.com.br/NutricaoExercicios/DicasAlimentacao/9

1 Response

  1. RAMON NOGUEIRA NEVES disse:

    Tenho uma alimentação programada e diversificada, porém, gostaria de ser informado se alguns destes alimentos são prejudicias à diabetes, da qual sou portador do tipo 2. Se concordarem vou consultá-los posteriormente.
    Em Fortaleza/CE existe um médico, com registro no CRM, endocrinologista com formação na Inglaterra, afirmando no Facebook que a diabetes, principalmente do tipo 2, é curável sim. Constituindo o oposto um grande mito e desconhecimento de profissionais. Ele se denomina Dr. Rocha e no seu site ele menciona, inclusive o número do seu registro. Gostaria de ser informado acerca desta novidade.