9 cuidados com a sua alimentação na praia

o-vendedor-1238427-640x480

Uma viagem bem programada sempre gera bons resultados. Pensar na roupa, itens de higiene e acessórios é muito importante, mas um item que não pode ser esquecido e inclusive, o principal, é preocupar-se com a alimentação.

Em um dia de praia, além de se proteger do sol e do calor com o protetor solar, o corpo precisa manter-se hidratado. A água é um aliado fundamental para manter o corpo em funcionamento e não gerar desidratação. Selecionar os alimentos também faz parte da programação e pode ajudar a manter a forma, a saúde em dia e não ter complicações durante a viagem.

Escolher bem os alimentos também é fundamental para ter um belo dia de praia. Se levar alimentos preparados em casa e que precisam de refrigeração, é importante colocar bastante gelo para manter a temperatura, mas mesmo assim, temos que lembrar que os alimentos possuem um tempo limitado e variável de conservação.

Confira 9 dicas para manter a alimentação balanceada na praia!

1 – Estabeleça uma rotina de alimentação fracionada. O ideal é fazer uma refeição a cada três ou quarto horas.

2 – Evite frituras, carnes gordas, queijos amarelos, salgadinhos, biscoitos recheados e sanduíches com maionese ou molhos gordurosos. Esses alimentos são ricos em gorduras e calorias.

3 – Se consumir álcool na praia, intercale a bebida alcoólica com água mineral ou água de coco. Evite excessos.

4 – Evite adoçar as bebidas ou preparações em geral. O ideal é acostumar-se com o sabor real dos alimentos.

5 – Use sal com moderação para ajudar a diminuir a retenção de água.

6 – Dê preferência aos grãos integrais que contém mais fibras, contribuindo para a saciedade mais prolongada e mantendo o fluxo de energia mais constante.

7 – Substitua o sorvete de massa por picolé de frutas.

8 – Lave bem as frutas e as mãos antes de comer.

9 – Prefira alimentos que ajudam a hidratar o organismo e, ao mesmo tempo, mantêm o bronzeamento, pele e cabelos saudáveis, como manga, abacate, abacaxi, açaí, damasco, acerola, couve, cenoura, pepino, laranja, espinafre, pimentão, salsinha, abóbora, beterraba, peixes de água salgada, oleaginosas no geral, cereais integrais, aveia e quinoa.

Fonte: Hospital Israelita Albert Einstein