12 mitos e verdades sobre a dengue e chikungunya

mosquito-on-my-hand-1385575-640x480

Os mosquitos do gênero Aedes são importantes vetores de doenças. No Brasil, o Aedes aegypti é a espécie que merece maior atenção. Além de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, a dengue e a chikungunya são doenças que apresentam alguns sintomas semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico.

Blog Saúde sem Neura: 13 informações importantes sobre a vacina contra dengue

A infectologista Célia Canuto, responsável pelo Centro de Controle de Infecção do Hospital Vida´s, listou os mitos e verdades sobre o mosquito. Confira!

O mosquito Aedes Aegypti pica apenas durante o dia.

MITO. Ele costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas horas da tarde, para evitar o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra.

Somente as fêmeas transmitem a doença.
VERDADE. Apenas as fêmeas transmitem a doença.

A proliferação do mosquito é mais intensa no verão.
VERDADE. A proliferação é mais intensa no verão devido a elevação da temperatura e a presença das chuvas nessa estação, que deixam o meio ambiente propício para a sobrevivência do mosquito.

No período de inverno a população está livre dessas doenças.
MITO. É verdade que com o aumento da temperatura, há redução da proliferação do mosquito, porém há descrição de casos nesse período em menor número em relação ao verão.

Qualquer repelente ajuda na prevenção.
MITO. O repelente ideal é aquele que contém a substância Icaridina, pois confere proteção de até 12h.

O inhame ajuda na prevenção dessas doenças.
MITO. Nenhum alimento tem comprovação científica na prevenção dessas doenças.

Os inseticidas em aerossol ou elétricos evitam a entrada do mosquito na residência.
MITO. Esses produtos são paliativos, ou seja, ele não eliminam o mosquito, apenas o mantêm distante por algum tempo. Além disso, alguns inseticidas em aerossóis apresentam poder residual de pouca duração.

Todas as pessoas picadas pelo mosquito transmissor irão desenvolver as doenças.
MITO. Nem todas as pessoas picadas vão desenvolver as doenças, pois isso depende da resposta imunológica de cada uma delas.

Os sintomas de dengue e chikungunya são idênticos.
MITO. As duas doenças apresentam sintomas semelhantes, mas na chikungunya a artralgia (dor nas articulações) é mais intensa, acometendo mãos, pés e tornozelos com a presença de edema (inchaço).

Chikungunya é mais perigosa que a dengue.
VERDADE. A dengue é, sem dúvidas, a doença mais grave quando comparada à chikungunya . Nos casos mais graves, a dengue pode provocar hemorragias, que, por sua vez, podem ocasionar óbito.

É verdade que a chikungunya pode provocar problemas neurológicos e/ou motores.
VERDADE. Nos extremos de idade, a chikungunya pode ter manifestações mais graves com acometimento neurológico (encefalite, convulsões, edema cerebral), e pode causar limitação de movimentos devido a artralgia intensa e edema de articulações. A chikungunya pode até simular sintomas de doença reumática.

O tratamento das duas doenças são iguais.
VERDADE. O tratamento das duas doenças exige observação clínica dos sinais e sintomas, assim como medicamento para febre e para as dores articulares. No caso da chikungunya, pode ser administrado analgésico mais forte, com exceção da aspirina em ambos os casos.